Blog

Nós deixamos você sempre por dentro das novidades.

Fortalecendo a imunidade: 8 dicas para incluir na sua rotina

Manter a qualidade de vida e não precisar se preocupar com a saúde é o sonho de quase todo mundo não é? Sair na chuva e não ficar gripado, se livrar daquelas infecções no verão ou ainda ser imune a qualquer doença. Bem que a gente queria que fosse assim…

O detalhe é que conquistar a chamada “saúde de ferro” não é uma tarefa tão fácil. No entanto, se existe algo capaz de proporcionar uma saúde equilibrada é sem dúvida a imunidade alta. Existem diversas maneiras para consegui-la, e incluir refeições saudáveis no seu cardápio é uma delas. Mas não se estressa não, porque esse blog vai ajudar você a descobrir como fortalecer o seu sistema imunológico

Quais são os alimentos que aumentam a imunidade?

Alguns nutrientes, como vitaminas e proteínas, são fundamentais para dar um up no seu sistema de defesa. Confira a lista de oito alimentos que podem restaurar e aumentar a sua imunidade:

  1. Frutas cítricas

Fontes de vitamina C e fibras, são as frutas cítricas como laranja, limão e morango que vão estimular sua resistência às infecções. Elas atuam diretamente no sistema imunológico, especialmente na produção de células de defesa. Além disso, são antioxidantes, protegendo você de substâncias nocivas formadas pelo próprio corpo. 

  1. Temperos naturais

Sabe aqueles temperinhos, como o alho e a cebola, que a gente coloca na comida e dá para sentir de longe o perfume? Pois é, mas os benefícios que eles oferecem são bem maiores que só dar o gosto e o cheirinho bom.

Esses condimentos naturais contam com uma alta ação antioxidante, que reforçam a imunidade. A pimenta, salsinha e o manjericão também integram esse grupo, acrescentando, além de sabor, nutrientes na sua refeição. 

  1. Vegetais verde-escuros

São os alimentos como a couve, espinafre, rúcula e brócolis. Eles, que amedrontam as crianças – e alguns adultos também – possuem elevada concentração de vitamina C e vitamina A. 

Esses nutrientes possuem atividade antioxidante e função imunológica direta. Isso porque estão envolvidas desde a formação da barreira de mucosas até a criação das células de defesa. 

Outra vitamina presente em vegetais verde-escuros é o ácido fólico. Verdadeiro herói, ele realiza papel importante na produção de glóbulos brancos, atuando na proteção do corpo. 

  1. Oleaginosas e sementes

Estamos falando agora das castanhas, amêndoas e avelãs, que fazem parte do grupo das oleaginosas. Quase parentes, a chia, linhaça e gergelim, no entanto, são ótimos exemplos de sementes. Ao juntar esses grupos, o delicioso resultado é a obtenção de vitamina E. 

Com ação antioxidante, a vitamina E tem função de combater substâncias que podem prejudicar nosso organismo. Ah! E tem mais. As sementes e oleaginosas, como o gergelim, a semente de girassol e a castanha-do-pará, são ricas em selênio. Esse nutriente não só ajuda a aumentar a imunidade, como também acelera a cicatrização do corpo. 

  1. Frutos do mar, peixes e óleos vegetais

Peixes como atum, anchova e salmão, frutos do mar e óleos vegetais são fontes naturais de ômega 3 e ômega 6. Conhecidos como gorduras boas, seus benefícios incluem a diminuição do colesterol e prevenção de doenças do coração.

Os ômegas 3 e 6 são classificados como ácidos graxos poli-insaturados. É um termo difícil, mas significa apenas que são gorduras necessárias para o bom funcionamento do corpo. E, além de todas essas vantagens, ainda melhoram a circulação sanguínea e função anti-inflamatória, reforçando a imunidade

  1. Cereais e grãos integrais 

Todo mundo concorda que o arroz e feijão quando estão juntinhos não podem competir com refeição nenhuma, né? Pois saiba que esse prato favorito dos brasileiros dá um show não só no sabor, mas em nutrientes também. 

Cereais e grãos integrais são fontes ricas em zinco. Participando ativamente da defesa do corpo, esse mineral é visto comumente em alimentos brasileiros. Exemplos disso são o feijão, arroz, lentilha e grão-de-bico, apontados como indispensáveis para a imunidade

Além de cereais e grãos, está presente também em menor quantidade nas castanhas, ovos, produtos lácteos e carnes em geral. 

  1. Iogurtes, kefir e leites fermentados

Considerados os principais probióticos, lactobacilos e benefícios são o que não faltam no iogurte, kefir e leites fermentados. 

De maneira simplificada, os probióticos são bactérias vivas que, quando ingeridas, garantem vantagens ao corpo. Esses benefícios incluem, principalmente, a reprodução de micro-organismos bons na flora intestinal. Pode parecer meio assustador no início, mas, na verdade, essas bactérias contribuem bastante para a saúde. Elas colaboram para o funcionamento correto do intestino, o que aumenta a imunidade

E quando você pensa que acabaram os benefícios, mostramos ainda mais. Essas mesmas bactérias participam não só do sistema digestivo, mas também interagem com o imune das mucosas. Auxiliam, por exemplo, na sinalização imunológica do corpo, informando quando há algo de errado com a sua saúde.

  1. Consumo de água

Pode ser claro para muita gente, mas você já parou para pensar no papel essencial que o consumo de água exerce no corpo? Pois é, e a hidratação está diretamente ligada com a imunidade

Em resumo, o sistema imunológico funciona como uma barreira de proteção, formada por vários órgãos e tecidos. E a água é o elemento que está presente tanto no sangue quanto no interior das células, regulando o organismo.

É por essa razão que, sem o consumo adequado, não é possível manter o equilíbrio de fluidos do corpo. Isso se deve a redução de líquidos, tal como a saliva e lágrimas, que prejudica o sistema imune

Assim, é fundamental beber cerca de dois litros de água diariamente. Para ajudar na hidratação, água de coco, sucos naturais e chás também funcionam, colaborando com a imunidade alta. 

Alimentos para tirar do cardápio

Para quem tem a imunidade baixa, é necessário além de incluir refeições nutritivas deixar de lado certos alimentos que fazem parte da rotina. 

A ingestão de gorduras saturadas, açúcares e ultraprocessados, por exemplo, apresentam um quadro de piora do sistema imune. Por isso é indicado o consumo de alimentos naturais, evitando frituras, embutidos e refrigerantes. Dessa forma, é possível alcançar um cardápio mais equilibrado. 

Apesar de a alimentação rica ser uma das principais, ela não é a única agente que influencia no aumento da imunidade. Praticar exercícios físicos, manter boas noites de sono e evitar o estresse também ajudam na conquista da “saúde de ferro”.

E, se precisar de ajuda, saiba que a Rocha tem uma linha de produtos incríveis para você.  Com qualidade única, é especializada em manter a sua alimentação caseira mais saudável e saborosa.  

Quer conhecer mais? Então descubra aqui uma seleção de novos produtos para você.

< voltar